Posts Tagged ‘pesquisa de opinião’

Ativismo de sofá que está dando certo

Written by Artur Mendes on . Posted in blog


O Novo Ativismo

Lembro claramente que antes dos protestos de 2013, havia uma grande crítica aos jovens brasileiros por praticarem o ‘ativismo de sofá’. As redes sociais já eram um espaço consolidado para as empresas, mas eram poucos os políticos que davam a devida relevância a elas. E foi a partir, principalmente, do Facebook e do Whatsapp que se deu início às ondas de protestos.

ativismo

Vimos pela segunda vez na história da nossa democracia, o líder do executivo sofrer um processo de impeachment, onde o principal catalizador dos protestos (tanto a favor, quanto contra) foi a mobilização pelas redes sociais.

Três anos depois dos primeiros protestos, conseguimos ver a enorme influência dos meios de relacionamento digital junto à população brasileira (principalmente a urbana) nas eleições municipais: Vereadores como por exemplo, Fernando Holiday (da cidade de São Paulo), foram eleitos sem terem seu bairro ou região da cidade onde obtivessem um número muito maior de votos.

Candidatos não-tradicionais, como por exemplo, Leonardo Lyra do Partido Novo , fez uma das campanhas mais baratas dos vereadores eleitos do Rio de Janeiro, arrecadando apenas 140 mil reais, mas alcançando 29 mil votos,  sendo o 10º mais votado. Sua principal arma para divulgação foi o Whatsapp, com um grupo de apoiadores voluntários de mais de 140 pessoas e também o Facebook, onde alguns dos seus vídeos alcançaram mais de 160 mil visualizações.

Outro exemplo, só que em menores proporções, foi a campanha para vereadora de Camila Valadão do PSOL, que foi extremamente enxuta, focada em redes sociais, alcançando a 5ª maior votação em Vitória(ES), mas por conta de legenda não conseguiu se eleger.

Hoje, tudo está nos olhos da população. O Jornal Nacional já não é a única forma de se informar. Os meios de comunicação tradicionais (TV, rádio e impresso) são lentos pois enquanto eles mostram flashes depois de tudo ter acontecido, muitos acompanham ao vivo pelo Facebook ou YouTube. Os discursos dos nossos políticos deixaram de ser ouvidos (e feitos) apenas para eles mesmos.

Projetos importantes como a PEC 55 e a votação das “10 medidas contra corrupção” geram ampla repercussão nas Redes Sociais, mobilizando massas para protestos nas ruas. Foi tão grande a comoção entorno da “anistia ao caixa 2”, que o próprio presidente Michel Temer disse que vetaria, caso fosse aprovado.

Ficar sentando no seu sofá reclamando nunca foi tão efetivo. Antes, enquanto você reclamava em conversas de elevador, com o cunhado ou o colega de trabalho, nenhum político te ouvia. Hoje, quando você posta sua insatisfação no Twitter ou no Facebook, pode ter certeza, você está sendo monitorado.

Esse ativismo, está mexendo com a forma de se fazer política e também com a democracia. A voz do povo não é mais ouvida somente de dois em dois anos, aumentando a atenção e participação popular na política e gerando uma demanda na transparência dos mesmos, além de debates e opiniões expressadas ao que tange o nosso país.

O ativista de sofá já tem o conforto de expressar sua opinião sem se mexer da cadeira, e mesmo assim ser ouvido. A pergunta que fica é: Será que ele também utilizará de tal conforto para criar uma posição crítica e bem fundamentada? Ainda é muito cedo para afirmar se sim ou não, mas uma coisa é verdade: Nunca se teve tanta informação disponível para isso.

A Enquet está atenta a todas essas novas tendências e comportamento do cidadão. Monitoramos de perto todas essas mudanças. Quer saber como isso pode afetar o seu negócio? Entre em contato conosco no formulário abaixo.

Contato

 

Comportamento do consumidor

Comportamento do consumidor: Que tempo é esse?

Written by admin.enquet on . Posted in blog

Fiquei pensando em todos os acontecimentos  comentados no mundo nesses dias, de maneira especial no comportamento do consumidor e do eleitor, no Brasil.

Que tempo é esse?

Como profissional habituada a informações sobre o comportamento do consumidor, às expectativas do eleitor, tenho visto números que há muito tempo não são tão grandes e porque não dizer desanimadores: Aumentou o percentual dos que avaliam que o momento vivido no Brasil é ruim ou péssimo (de 34% em 2014 para 71% neste ano¹), dos que acreditam que o desemprego vai aumentar (86%¹) e daqueles que se sentem decepcionados com seus gestores públicos (67% dos brasileiros consideraram o governo Ruim ou Péssimo).

Falar sobre o comportamento do consumidor da classe C ,que tanto acreditou e até viveu mudanças boas, é dizer que o percentual de esperança caiu, que agora estão às voltas com a busca para acertar suas dívidas, sair da inadimplência e conviver com o medo do retrocesso.

Ao analisar o cenário junto a executivos , de grande a pequenas empresas, não importa o segmento, aumentou o percentual de insegurança.

Mas, é interessante observar  que  nesse momento, onde a informação qualificada, científica,  fundamental para tomada de decisões, ainda  é utilizada por  poucos  gestores  em seu planejamento estratégico, como ferramenta para conhecer melhor seu consumidor,  cidadão,  cliente, parceiros, funcionários e juntos conseguir superar esse momento de transição e até mesmo criar caminhos bem produtivos e inovadores.

A gestão da informação qualificada com certeza permite analisar o cenário que, no momento, pode não ser favorável. Na Enquet com a experiência de 30 anos, vivenciamos grandes passos com clientes que apostaram nesse caminho e tiveram ótimos resultados.

A Revista PMKT 21 traz vários artigos interessantes mostrando números.Veja mais em: http://www.abep.org/revista-pmkt21

Rita Abreu

Diretora Executiva

¹Pesquisa TNS Agosto de 2015 TNS divulgado durante o evento “Panorama Atual do Mercado Automobilístico Brasileiro”, promovido pela Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (Acrefi).

²Pesquisa DataFolha Novembro de 2015

Enquet 30 anos: conectada e experiente

Written by admin.enquet on . Posted in 30 anos Enquet, blog

ENQUET_30ANOS

 

Para muitos, principalmente os mais supersticiosos, agosto é um mês para se ficar atento. Cheio de mistérios! Estamos no grupo de pessoas que pensam diferente. Muitas coisas boas aconteceram em agosto.

Há exatos 30 anos, por exemplo, nasceu a Enquet, como pioneira no mercado de pesquisa do ES e uma equipe jovem, cheia de sonhos, que acreditava que podia fazer diferença no mercado capixaba. Confessamos que olhando a história da Enquet, passa um filme de muitas vitórias, sonhos realizados, aprendizados e o que mais gosto é que os sonhos não acabam. Continuamos trabalhando para fazer diferença no mercado.

Em 2015, com 30 anos de vida e de mercado de pesquisa, trabalhamos duro para apresentar dois novos produtos, de baixo investimento, para atender a uma necessidade do mercado: o TEPE (Terminal Eletrônico de Pesquisa), que permite avaliação de serviço ou produto usando a técnica científica e a agilidade da tecnologia. Outro produto é o Painel Online, onde também conseguimos aplicar a técnica, permitindo uma análise científica, adequando-se à necessidade do cliente. Tenho certeza de que principalmente os profissionais de marketing vão adorar.

Para nós da Enquet, o momento não é de crise. É de reflexão para uma nova rodada de boas ideias para os próximos 10, 20, 30 anos.  Um esforço de muita gente que esteve e estão conosco: parceiros, funcionários, entrevistadores, clientes, amigos e familiares. A eles, o nosso muito obrigado!

Nossos clientes

  • Logo Faculdade de Direito de Vitória Espírito Santo Brasil

  • download

Galeria do Flickr

+ Fotos

Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos online.

Seja um Entrevistador!

Se você sabe lidar com pessoas, tem disponibilidade para viajar, ensino médio completo e gosta de trabalhar em equipe, preencha nosso cadastro. A Enquet oferece remuneração de acordo com a produtividade, alimentação diária e transporte. Clique aqui e faça seu cadastro!