MARKETING: Abraçando a tecnologia e inovação

Written by Artur Mendes on . Posted in blog

O mundo vai mudar dramaticamente nos próximos anos e a maioria das profissões, funções e empresas hoje existentes deixarão de existir… Inclusive várias a relacionadas a Marketing.

De fato, pensemos no que aconteceu com algumas empresas que não viram a mudança tecnológica e não inovaram em seus negócios. Kodak, Enciclopédia Britânica, Xerox. Líderes de mercado, altamente lucrativas, com um orçamento imenso para o marketing, mas não viram que a tecnologia mudou o mundo.

A IBM, gigante da  inovação, perdeu o bonde do computador pessoal. Em 1972 declarou “Quem vai querer ter um computador em casa?”

IBM, porém, é IBM. Fruto de inovação, a IBM, que fabricava caixas registradoras, hoje extintas, evoluiu para fazer comutadores, e depois de anos na consultoria e na indústria de sistemas, hoje lança o WATSON, precursor da Inteligência Artificial. O maior computador do mundo. Com mais capacidade de memória e mais velocidade do que o cérebro humano. Capaz de ler na voz do usuário até sentimentos!

Antigamente colecionávamos dados. Depois aprendemos a transformar dados em informação. Depois informação em conhecimento. Hoje passamos para a Era da Sabedoria. Sabedoria : usar o conhecimento para tomar decisões certas, Exemplos: Uber, Aribnb, Whatsapp , Facebook etc,.

As duas palavras mágicas do Marketing  e da gestão moderna: Inovação e Tecnologia. E a pergunta chave: E você, o que está fazendo?

É muito provável que você caro leitor, conheça uma empresa que se diz inovadora e com um marketing muito eficiente, mas na verdade não faz nada além de copiar o concorrente de São Paulo e mandar o estagiário postar no Facebook. Se você essa empresa é a sua, a hora de mudar é agora.

Não importa o tamanho da sua empresa ou a quantidade de clientes que você tem, o mais importante que você deve fazer agora é conseguir coletar dados dos seus clientes, o máximo o possível.

Não há como transformar dados em sabedorias se você nem ao menos os coleta. Email, onde mora, Facebook, Instagram, meio que utilizou para lhe contatar, tempo que demorou até decidir a compra, forma de pagamento, período de recompra… São inúmeros os dados que podem ser coletados. Esses números podem não fazer sentido para você agora, mas no futuro podem ser a diferença entre o que você sabe sobre o seu mercado e o seu concorrente não. Mas não se cobre muito: É melhor você ter algum dado do que nenhum. Comece pequeno, mas tenha uma visão grandiosa.

A coleta desses dados nada mais é do que o CRM (Customer Relationship Management), ou o gerenciamento do relacionamento com o cliente. Para que ele seja bem feito, é necessário que você tenha um sistema e um processo de atitude altamente eficiente…

Note que eu disse sistema e não software: Existem diversas opções de software muito boas como Oracle, Totvs, Sap, que são altamente complexas e caras, mas também existem opções intermediárias, como Pipefy, SalesForce, Zoho e outras de entrada e grátis como o Trello, Asana, Excel e a sua própria agendinha. O mais importante não é onde o dado está, mas como você consegue extrair.

E o que isso tem a ver com marketing? Tudo! Não há como fazer bom marketing sem dados. Sem tecnologia. Sem sabedoria.

Ronald Z. Carvalho e Artur Abreu Mendes

Saiba mais:

Conhece sobre Netnografia? 

Tags:

Nossos clientes

  • Logo Faculdade de Direito de Vitória Espírito Santo Brasil

  • download

Galeria do Flickr

+ Fotos

Newsletter

Cadastre seu e-mail para receber nossos informativos online.

Seja um Entrevistador!

Se você sabe lidar com pessoas, tem disponibilidade para viajar, ensino médio completo e gosta de trabalhar em equipe, preencha nosso cadastro. A Enquet oferece remuneração de acordo com a produtividade, alimentação diária e transporte. Clique aqui e faça seu cadastro!